quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

A Última Hora - Pr. Shirleyton G. do Nascimento


Pelo tempo em que passou, não consigo mais dizer com exatidão o domingo em que se deu o fato, mas sei que foi no início do ano de mil novecentos e oitenta. Eu era um jovem estudante de Teologia no Seminário Teológico Batista Equatorial, em Belém do Pará e jamais o enredo marcante saiu de minha memória.
Após o término do culto vespertino na Igreja Batista Nova Canaã, no bairro do Telégrafo, foi à porta despedir a congregação. Ao cumprimentar um jovem, ele me disse: “eu quase entreguei minha vida a Jesus, hoje”. Eu então lhe perguntei se queria fazer ali, naquela hora sua entrega. Ele então respondeu: “talvez no próximo domingo.” Usando uma expressão bíblica, disse: “o amanhã não nos pertence.”



Ele foi e não andou mais de cem metros. Um assaltante tomou-lhe o relógio e lhe deu um tiro. Foi levado às pressas para o Pronto Socorro Municipal de Belém – PA, aonde chegou morto. No cantor Cristão, a letra de um hino diz: “Tão perto do reino, mas sem salvação; tão perto porém sem Jesus, sem perdão”.
Paulo em sua defesa perante o rei Agripa, expos sua experiência de conversão e a forma em que Deus o colocou como mensageiro do evangelho de Jesus Cristo. O rei o ouviu atentamente e disse: “Por pouco me persuades a fazer-me cristão”. Atos 26.28. Ninguém em sã consciência sabe qual será sua última hora de vida sobre a terra. Por não saber, o ser humano deve correr para se encontrar com Jesus.
Embora o ser humano tenha total liberdade religiosa, Deus que conhece todas as coisas lhe indicou um caminho a seguir. Jesus quando esteve aqui neste mundo um dia fez a seguinte declaração: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra viverá; e todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. Crês tu isto?” João 11.25,26.
O destino final do ser humano se define enquanto vivo e não depois de morto. Em Hebreus 2.3 está escrito: “como escaparemos nós se descuidarmos de tão grande salvação?” E um pouco depois na mesma carta 9.27, consta: “e como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disso o juízo”. O conselho de Deus aos seres humanos é que não endureçamos os nossos corações ao ouvirmos sua voz. Hebreus 4.7. Eu não sei, você também não, qual será a nossa última hora de vida biológica sobre a terra. Confie sua vida àquele que venceu a morte e assim, vença com Ele.